Lançado Distrito de Inovação em Saúde Viva@Porangabussu

Em solenidade nesta última terça-feira (30/02/2018), às 9h, na Lagoa do Porangabuçu (Rua Porfírio Sampaio, s/n, Rodolfo Teófilo), foi lançado o programa Distrito de Inovação em Saúde Viva@Porangabussu, o primeiro da área no País. Na ocasião, o governador do Estado do Ceará, Camilo Santana, assinou o decreto criando o distrito e, em seguida, foi assinado pelo prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio, reitor da Universidade Federal do Ceará, Prof. Henry Campos, e representantes da iniciativa privada o pacto para viabilização da proposta.

Também foi assinado pelo governador e o reitor da UFC o Acordo de Cooperação Técnico-Científico e Administrativo com o Governo do Estado, com validade de cinco anos, que permitirá a mobilidade de profissionais da área da saúde de ambos os lados. Documento semelhante foi formalizado com a Prefeitura de Fortaleza em outubro de 2017.

É uma “nova metodologia de política pública, que integra atores sociais, entes políticos representativos e produtores de conhecimento num processo para gerar uma sociedade mais igualitária e saudável”, define o médico e professor da UFC Carlos Roberto (Cabeto) Martins Rodrigues Sobrinho, coordenador do Grupo de Implantação do Distrito.

Pela vocação da área onde está instalado o Campus do Porangabuçu da UFC, com a concentração de cursos, hospitais e serviços de saúde, ele explicou que o programa terá atividades voltadas para a produção de conhecimento no campo das ciências da vida e tecnologias médicas que venham promover melhorias englobando aspectos sociais, educacionais, econômicos e infraestruturais.

O Prof. Cabeto acrescentou que a integração de esforços dos setores público, privado e acadêmico se dá pelo desenvolvimento de ações de Estado, não de governos. O impacto esperado, segundo o Prof. Cabeto, é que, em 12 anos, prazo previsto para implementação do Distrito do Porangabuçu, ocorra o aumento do Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) no polígono que reúne partes dos bairros Rodolfo Teófilo, Amadeu Furtado, Damas, Benfica e Jardim América.

O reitor da UFC, Henry Campos, comentou que esse é um programa que vem em gestação há muito tempo e começa em duas unidades vinculadas à UFC, “uma já em plena atividade, que é o Núcleo de Pesquisa e Desenvolvimento em Medicamentos (NPDM), e outro em construção, que é o Instituto Paulo Marcelo Martins Rodrigues”. O reitor destacou ainda a intenção do programa de promover “uma economia da saúde, atraindo empresas para o Porangabuçu”. Já existem empresas interessadas e o governo, para isso, vai dispor de incentivos fiscais, o que será muito benéfico.

Fonte: Coordenadoria de Comunicação Social e Marketing Institucional da UFC – fone: 85 3366 7331

[ UFC ]
Menu